Nômades digitais 

Olá ! Somos Renato (Rio de Janeiro, Brasil) e Michaël (Lille, França). Juntos desbravando todas os desafios que uma vida em constante movimento tem para oferecer. Decidimos deixar nossa casa fixa e renunciar a posse para viver na estrada como nômades digitaisSempre fomos  apaixonados pela viagem mas foi há dois anos que decidimos viver uma vida 100% nômade. Não estávamos mais satisfeitos com o conforto de uma vida sedentária. 

nomades digitais
Como se tornar um nômade digital e nomades digitais profissões

Temos o mundo como nossa casa. Desde que vendemos tudo que tínhamos e deixamos nossa casa, um mundo se abriu aos nossos pés. Nem tudo são flores como costumamos ver e muitas pessoas pensam. Nós não estamos sempre de férias, trabalhamos todos os dias. A diferença é que nosso escritório está sempre em constante movimento. Mais do que isso, ele cabe dentro de uma mochila e isso possibilidade trabalhamos de qualquer lugar – desde que tenha um bom WiFi. 

Gaia Jardim do Morro Porto Portugal
Nômades digitais

Hoje, somos nômades digitais

Uma história de encontros que a vida proporciona para quem esta em movimento e de coração aberto para o desconhecido.

 

Antes de nos tornarmos nômades digitais…

Uma das primeiras perguntas quando falamos que somos um francês e brasileiro que viajam o mundo como nômades digitais  é: como vocês se conheceram?

Sempre damos aquele sorriso tímido e logo contamos nossa história. Quando acabamos de contar todos ficam surpresas e adoram! Por isso, resolvemos contar um resumo dessa história para todos que gostariam de saber mas não tem oportunidade de perguntar.

No dia 1 de março, os dois voltavam para Europa e o destino da escala era a mesma: Madrid. Foi então que os dois embarcaram no mesmo voo, mas ainda sem se conhecer. O acento do Renato acabou sendo o do meio, o que ele menos gosta. O avião estava vazio quando começaram os procedimentos para levantar voo. Renato olhou para o lado, viu os bancos ao lado janela vazios e decidiu trocar. Logo depois chegou Michael e perguntou “posso sentar aqui?” logo se justificando que acento dela tinha sido o último, local onde ele menos gosta.

Acabaram os dois sentando um ao lado do outro, conversando durante algumas horas sobre diversos assuntos, regado a bastante vinho e principalmente assuntos de trabalho, já que os dos são do marketing digital.

Nosso coworking em Barcelona

O inicio do Planet Nomad

Depois de conversar por alguns meses decidiram iniciar o primeiro projeto juntos, já em Barcelona. Foi quando surgiu a agência de marketing digital remoto. Logo depois decidimos iniciar o novo projeto, um Coworking no El born voltado para nômades digitais.

Foi então que surgiu o Planet Nomad, onde o conceito central é o compartilhamento de experiências e conhecimento para criar sinergias positivas sobre nomadismo digital. Depois de alguns meses trabalhando com o projeto Coworking começamos a perceber que mais do que fazer um serviço para os nômades digitais, nos que deveríamos cair na estrada para uma vida nômade. Foi nesse momento que a ficha caiu e decidimos levar o Planet Nomad de Barcelona para o mundo e começamos a escrever sobre nossas experiências. 

 

Voir cette publication sur Instagram

 

Sigue nuestro movimiento nómada 🐟🐠

Une publication partagée par Planet Nomad – Nomade Digital (@planetn0mad) le

O começo da nossa vida como nômades digitais

Foi nesse momento que compramos um passagem de avião para a Tailândia (onde moramos) com objetivo de desbravar o sudeste asiático e poder trabalhar para plasmar todas as nossas ideias.  Para saber um pouco de como foram esses meses na Tailândia, veja nossos vídeo que resume nossa primeira viagem como nômades digitais.

1 min 15 s da nossa vida nômade na Tailândia

 

nômades digitais

Depois do vídeo deu para ter uma ideia dos nosso primeiros meses como nômades digitais. No inicio muitos sentimentos são colocados em prova e a ficha demora um pouco para cair, até que você se dar conta que não tem uma casa para voltar e que sua viagem não tem data para acabar.

As primeiras vezes que alguém pergunta onde você mora é um pouco estranho. Algumas vezes você diz o lugar onde você morava e outras diz que é onde você está agora. Com o tempo essas respostas vão ficando mais afiadas e acabamos decorando um mesmo texto para explicar que não temos uma casa fixa, pois somos nômades digitais.

Mudança de hábitos

Nossos hábitos sempre mudam pouco a pouco e quando nos tornamos nômades digitais não é diferente. A rotina muitas vezes quase não existe. Isso pode parecer muito maravilhoso mas também tem seus pontos negativos. O que sempre fazemos é criar rotinas que possam se adaptar em qualquer lugar do mundo. Um dos exemplos é um horário de trabalho, mesmo que flexível, mas com uma média diária. Outro exemplo são as atividades físicas, uma dos hábitos mais difíceis de manter uma regularidade quando estamos em constante movimento.

Nomade digital
Templos de Angkor, Camboja - Junho de 2017
nômades digitais
Nos gostamos de poder estar em um ambiente tranquilo, interagir com pessoas locais e aproveitas a natureza.

A preparação para cair na estrada

 

Desapego

Depois que decidimos cair na estrada, o primeiro que pensamos foi como iriamos nos desfazer de tudo que tínhamos. Como não morávamos perto de família, tinha que vender e doar tudo. Esse processo não foi fácil mas o primeiro grande desafio que tivemos que enfrentar. O desapego é um exercício diário, até você se dar conta que quase tudo que possui não é necessário. São inúmeras tranqueiras que servem apenas para ocupar espaço. Ser nômade é ter um estilo de vida minimalista, viver com o necessário e ser feliz por isso.

Contas, contas e mais contas….

As mudanças também chegam na vida financeira. Saber como transportar o dinheiro e como serão os gastos sem uma casa fixa e em países diferentes requer muita pesquisa. Antes de deixar nossa casa, preparamos tudo com bastante pesquisas e levamos uma quantia de suporte para no mínimo 6 meses na estrada e possíveis imprevisto. Usamos um banco digital internacional, facilitar muito nossa vida na estrada.

Os paises que nos visitamos

Planejamento da nossa rota

Desde o primeiro destinos baseamos nossas escolhas de qual cidade morar em alguns pilares. São eles: segurança, tranquilidade, natureza, bom wifi, preços juntos, qualidade de vida e boa internet. Existem muitas outras questão que variam de acordo como estilo de vida de cada um.

Qual o maior desafio?

Como nômades digitais temos muitos desafios, principalmente por esse estilo de vida ainda está sendo conhecimento por grande parte da sociedade. Muitos serviços e produtos não estão preparados para uma pessoa que não tem casa fixa, isso as vezes é um pouco chato. Outro ponto é conseguir manter uma renda constante e não procrastinar. Quando falo em procrastinar quero dizer em vários sentidos, tanto de trabalho como de atividades físicas. Estar conhecendo coisas novos todos os dias pode nos levar para um buraco do “amanhã eu faço” ou “amanhã eu começo”.

África
Entrada do deserto do Saara
Europa
Ásia
Um nomade digital na Tailandia
Primeira viagem como nômade digital em Chiang Mai, Tailândia,
América Latina
nomades digitais

Esclarecimentos de uma vida nômade

😎 Vocês estão sempre de férias?

Uff.. quem dera. Em nossa bagagem temos muitas histórias de viagens para contar. Sempre estamos em busca de novos destinos, novas experiências e autoconhecimento. Já passamos por diversos lugares que foram transformadores para nossas vidas, mas nem por isso deixamos nossas carreiras e projetos de lado. Sempre brincamos dizendo que nossa vida cabe duas malas. Quando falamos isso, queremos dizer que tudo que temos está ali dentro, inclusive nossa fonte de renda.

A verdade é que trabalhamos muito mais que quando éramos empregados. Depois que você também tiver se tornado um nômade digital, vai entender rapidamente.

✈️ Vocês viajam toda semana?

Quando falamos a palavra nômade digital, muitas pessoas pensam que viajamos sem parar. No nosso caso e da maioria de nômades digitais  que conhecemos, isso não é verdade. Viajar de um lado pro outro pode parecer legal mas exige muito tempo e disposição. Primeiro que é exaustivo está mudando sempre de lugar, além de ter que perder tempo reservando voos e hospedagem. E como viajamos e trabalhamos ao mesmo tempo, quando estamos fazendo mudanças repentinas nossa produtividade cai bruscamente.

Por isso, hoje ficamos em média 6 meses em cada destino. O tempo pode variar muito, pois depende do nosso volume de trabalho, disponibilidade de hospedagem e se a cidade encanta nosso coração. Mas acreditamos que 6 meses é um bom tempo.

💰 Vocês são ricos? ganhar dinheiro online é possível?

Costumamos dizer que viajar não é caro, turistar sim. Se você for comparar o custo de vida (dia a dia) de uma cidade grande e de diferentes destinos nômades mais econômicos, vai notar que é possível viver com muito menos sendo um nômade digital do que viver uma vida sedentária em alguma metrópole. Então é apenas um mito acreditar quem está sempre viajando é rico ou que os nômades digitais só viajam porque possuem renda alta.

💻 Vocês estão online o tempo todo?

Sim e não ao mesmo tempo. Tentamos tirar um pouco de tempo para aproveitar a vida offline, é claro, mas é a verdade é que sempre damos uma olhadinha no e-mail ou nas redes sociais. Hoje não dividimos muito o off do on, os dois fazem parte da nossa vida. Tudo se mistura mas ao mesmo tempo tentamos separar um tempo fazer o que chamamos de desintoxicação digital.

Nosso grupo no Facebook

Junte-se a outros nômades digitais
grupo para nômades digitais

É o lugar perfeito para fazer perguntas

e obter conselhos sobre o nomadismo.

O Planet Nomad

Entre blog de viagens e comunidade para nômades digitais

Planet Nomad nasceu da necessidade de deixar o sistema que nós fomos obrigados a seguir por muitos anos. Este sistema que exigi número de horas trabalhadas, casa fixa e que nos faz passar horas em um transporte todas as manhãs para ir ao trabalho. O materialismo é provavelmente o seu maior triunfo. Criamos o Planet Nomad com o objetivo de ser essencialmente um espaço de intercâmbio e interação criado para incentivar a criatividade.

Inspirando pessoas a alcançar seus sonhos de liberdade

Nós encontramos a felicidade em pequenos momentos e compartilhamos com todos aqueles que apreciam estes momentos de descoberta. Através deste blog, contamos como ser nomade digital para empreender e trabalhar remoto. Nosso conteúdo é feito para todos que possuem a mente aberta e são livres de preconceitos. Compartilhamos a nossa paixão pela diversidade e do pluralismo de culturas no mundo.

Hoje compartilhamos nossas histórias em forma de imagens, texto e pequenos vídeos. Todos estes conteúdos são feitos para os viciados em viagens e toda comunidade nômade. Acreditamos que ser nômade digital não é apenas trabalhar e viajar ao mesmo tempo. Por trás desse conceito existe a busca pela liberdade que envolve algumas conexões essenciais com a natureza, consciência e “abertura de espírito”.

Nosso desejo de compartilhar nossas descobertas e novas experiências é o que realmente nos move. já tivemos a oportunidades de fazer amizades por todos os lugares que passamos, o que nós traz recordações ainda mais incríveis e inesquecíveis.  Finalmente, usamos a Internet para o que foi criado: gerar conexões positivas e criativas.

Obrigado por acompanhar-nos, estaremos sempre aqui.

 

Renato e Michaël

Nos contatar >

.
Nômades digitais: a história de quem vive na estrada
.
Nômades digitais: a história de quem vive na estrada
.
Somos nômades digitais e usamos a internet para trabalhar desde qualquer lugar do mundo. Renunciamos a posso de uma casa fixa para viver na estrada.
.
.
Planet Nomad
.